Mamoplastia de Aumento / Cirurgia de Prótese de Silicone

O que é mamoplastia de aumento ?

É um procedimento cirúrgico que utiliza implantes (próteses) de silicone para aumentar o volume de mamas pequenas ou recuperar a forma e volume de mamas após a amamentação.

Como é feito a cirurgia?

Inicialmente é feito um corte (incisão) na mama e em seguida é criado um espaço para acomodar a prótese. após a colocação da prótese é fechada a incisão por meio de suturas (pontos).

Onde é feito o corte (incisão)?

A incisão pode ser feita na região inferior da aréola (periareolar). no sulco entre a parte inferior da mama e a parede do tórax (inframamária) ou na região da axila (axilar). A vantagem e desvantagem de cada incisão devem ser discutidas com o médico e a preferência pessoal da paciente também deve ser levada em consideração na escolha final. Independente do local, a cicatriz é do mesmo tamanho, em torno de 4cm para próteses médias.

A prótese fica em baixo da glândula ou do músculo?

Existem 3 locais onde a prótese pode ser alojada: subglandular, subfacial e submuscular. Na subglandular a prótese fica logo abaixo da glândula e é o local mais comum e mais fácil de ser feito, mas a borda da prótese pode ficar proeminente se tiver pouco tecido mamário para cobrir a mesma. Na subfacial a prótese fica abaixo da fascia, que é um fino tecido que recobre o músculo do tórax e é um pouco mais difícil de ser feito, mas cobertura extra pode disfarçar o contorno da prótese nas pacientes que ainda possuem pouco tecido mamário. Já na posição submuscular a prótese fica abaixo do músculo do tórax e é indicado nas paciente com mínimo de tecido mamário, para minimizar o contorno da prótese.

Quais os tipos de prótese que existem?

As próteses são bolsas contendo silicone no seu interior, podendo ter a forma de uma gota (anatômica) ou de um círculo, cujo tamanho da base e a altura da prótese podem variar, o que lhe confere seu volume final.

Qual o volume ideal de prótese?

Algumas pacientes desejam um resultado mais natural, outras um mais exagerado. Isso é muito variado, mas geralmente devemos levar em consideração 3 itens: o tamanho da mama que já existe, o tamanho do tórax e o desejo da paciente.  Por isso, o mesmo volume de prótese em pacientes diferentes obtêm resultados bem diferentes.

Preciso ficar internada?

Geralmente o procedimento é feito pela manhã e o paciente tem alta no final do dia, mas em alguns casos a paciente dorme no hospital, tendo alta pela manhã.

Qual o tipo de anestesia feita?

Pode ser local com sedação ou geral, vai depender do que se programou para a paciente, mas a preferência é por local com sedação.

Quais são os cuidados após a cirurgia?

Após 24 horas é possível tomar banho normal. A paciente, nos primeiros 45 dias, não deve fazer atividade física, elevar os cotovelos acima da linha do ombro, dirigir ou deitar de bruço (barriga para baixo) ou de lado. Também por 30 dias a paciente deve utilizar um sutiã cirúrgico especial.

Quando posso voltar a trabalhar?

Geralmente dentro 7 a 10 dias pode retornar às atividades, desde que estas não envolvam pegar peso.

Quais as complicações da cirurgia?

Devemos lembrar que na mesma paciente a mama direita e esquerda não são idênticas, as diferenças que possuem serão atenuadas, mas ainda ficará algum grau de diferença. As complicações podem ser pequenas, como hematomas (acúmulo de sangue na ferida), seroma (acúmulo de líquido na ferida) e deiscência (abertura de pequena área da cicatriz), esta geralmente manejada sem maiores problemas.

Existem duas complicações mais serias: infecção e contratura. No caso de infecção, é prescrito antibiótico oral ou pode ser necessário internar para fazer via venosa (na veia), mas existe a possibilidade que a infecção não seja controlada e se faça necessário retirar a prótese e programar nova colocação para dentro de 6 meses. O segundo problema é a contração capsular, esse problema pode aparecer meses ou anos após a cirurgia e tem há ver com o próprio organismo da paciente. Ao redor de toda prótese fica um tecido de cicatrização e, por motivos desconhecidos, esse tecido começa a contrair (apertar a prótese), levando a dor e alteração da forma da prótese. O tratamento para a contração é submeter a paciente a uma nova cirurgia.

 

O que vai ocorrer se a paciente engravidar com a prótese?

As pacientes que optarem pela incisão periareolar podem, em raros casos apresentar dificuldade de amamentação, coisa não percebida nas outras opções de incisão. A mama, em relação a sua forma, vai apresentar as mesmas evoluções que a mama da paciente que não possui prótese, por isso é necessário acompanhar o ganho de peso na gestação.

A prótese pode ser usada para corrigir flacidez de mama?

Nos casos de flacidez discreta, a prótese pode corrigir este problema, mas em casos de flacidez maiores, pode ser necessária a inclusão de outras incisões para corrigir as mesmas.

A prótese precisa ser trocada?

Não, as próteses modernas não necessitam ser trocadas, a não ser que se desenvolva algum problema.

Powered by WordPress | Designed by: Dog Groomer | Thanks to Assistant Manager Jobs, Translation Jobs and New York Singles